segunda-feira, 22 de setembro de 2014

A 1º WMF DO NORDESTE DE 16 ANOS É RAMYRES SANTANA COELHO

A Mais Bela e Bonita  enxadrista do Brasil,alem de toda beleza agora, è Mestre sendo a Primeira WMF- do Nordeste surgiu boatos de que ela é a 2º mais a a ruth já entou como WMI-quando conquistou vários títulos brasileiro, tem um detalhe muito importante a Ruth só nasceu na Bahia mais sua formação enxadrística é toda alemã,onde foi morar por muitos anos e conheceu o famoso Benko. O xadrez da Ramyres é de total Formação no Nordeste deste dos 06 quando fui seu primeiro Professor até os 09,depois trenou como Professor Euclides e foi buscando mais professor mais fortes estudando e buscando sempre ser a melhor em tudo que faz. Mas se ficarem com muita conversa eu digo que a Ramyres é a primeira Nordestina a conquistar um título de WMF- com 16 anos,quero ver se Ruth que Deus a tenha teve este feito.

As maiores campeãs brasileiras foram a WMIs Ruth Volk Cardoso (1934-2000) e Regina Ribeiro, ambas com sete conquistas: Ruth venceu em 1963, 65 a 68, 72 e 77. A galeria das 15 campeãs apresenta com cinco títulos a WMI Tatiana Kawaar Ratcu (94 a 97 e 2000), com quatro: Dora de Castro Rúbio (1930-1981), campeã em 57 e de 60 a 62) e a WMI Jussara Chaves (76, 81, 82 - com Regina Ribeiro - e 82); com 3: Ivone Moysés (69, 70 e 73), Ligia de Abreu Carvalho (78 a 80) e Joara Chaves; com 2: Thaya Efremoff (1904-1981), que venceu em 58 e 59, Maria Cristina de Oliveira (75 e 86), Palas Athena Veloso (1961/1999), vencedora em 88 e 93, WMI Tatiana Peres Duarte (2001 e 2005) e Suzana Chang. Completam a relação as campeãs Lígia Imam Alvim(1971) e Paula Delai.


 
"Ruth Falk Cardoso nasceu em Bemonte (BA) em 9/2/1934.
Campeã brasileira sete vezes: 1963, 1965, 1966, 1967, 1968, 1972 e 1977.
3 vezes campeã sul-americana feminina: 1966, 1969 e 1972..
Foi a primeira brasileira a conquistar o título de WMI em 1970.
Faleceu em 7/2/2000 em Salvador (BA)."
 
Ruth Falk Cardoso
 
Infelizmente o nome da maravilhosa cidade que pariu este ícone feminino do xadrez brasileiro, quicá sulamericano,
é informado e reproduzido em diversos outros sites erradamente.
Seu nome é BELMONTE, localizada ao sul da Bahia na região da Costa do Descobrimento.
Quando a conheci, em torneios do Sigma, não sabia que ela era conterrânea de minha minha mãe e meus avós.
 
Portanto é preciso que se faça justiça à sua origem modesta porém gloriosa contribuição ao xadrez sulamericano, quicá mundial.
Sua força mental provavelmente veio comendo, à beira da praia ou do rio jequitinhonha, o sapupê e a puã do guaiamum azul,

Nenhum comentário: